top of page

RELATÓRIO SOBRE O PPA PARTICIPATIVO SERÁ ENTREGUE AO CONGRESSO NACIONAL NO FINAL DE AGOSTO


O gaúcho Ubiratan de Souza, Diretor de Planejamento e Orçamento Participativo da Secretaria Geral da Presidência da República, levou para o governo federal todo seu know-how e a vasta experiência a partir do OP da Prefeitura de Porto Alegre e do governo do estado. Nesta sexta-feira (11/8), o histórico militante do PT publicou um texto nas redes sociais, em que é possível perceber a dimensão da iniciativa.

"O processo de participação popular na elaboração do Plano Plurianual 2024 -2027 do Governo Lula, com debate e votação das prioridades através da plataforma digital teve mais de 4 milhões de acessos, enquanto aconteciam 27 plenárias nas capitais brasileiras, que reuniram mais de 34 mil pessoas e inúmeras reuniões livres autogestionarias pela sociedade. Os brasileiros e brasileiras puderam votar em 28 programas do governo colocados para a consulta e em propostas cadastradas pela população. Foram mais de 8 mil propostas e mais de 1,5 milhão de votos", escreveu Ubiratan. Um relatório com as informações de todo o processo de participação social na elaboração do PPA Participativo vai integrar a mensagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a entrega dos projetos de lei do Plano Plurianual 2024-2027 e do orçamento do ano que vem ao Congresso Nacional no final de agosto.


O PL do PPA contempla as propostas e votos da população reunidos na plataforma digital Brasil Participativo e encaminhados para o Ministério do Planejamento e Orçamento. Os outros ministérios receberam as 20 propostas mais votadas da pasta.


A mensagem presidencial ao Congresso Nacional acompanhando o projeto de lei do PPA elaborado pelo Ministério de Planejamento e Orçamento é uma demonstração de que a participação social é prioridade do governo Lula. Sob a coordenação da Secretaria-Geral da Presidência da República, a voz do povo deve se espalhar por todas as decisões no âmbito da administração pública.


As equipes da Secretaria Nacional de Participação Social, da Secretaria-Geral da Presidência da República, fizeram um balanço da primeira etapa de elaboração do Plano Plurianual 2024-2027, com participação social, nesta quinta-feira (10), e concluíram que o governo federal está preparado para tornar permanente a consulta à população na formulação de leis orçamentárias.


Segundo o secretário nacional de participação social, Renato Simões, o PPA Participativo foi construído ao mesmo tempo em que a participação social estava em reconstrução no país depois de ser desmantelada no governo anterior.


Renato Simões considera que a participação social será fortalecida no governo federal na medida que se aproximar ou chegar nos territórios. Ao mesmo tempo, a plataforma digital deve dar potência às contribuições da sociedade.


O secretário disse que iniciativas para aumentar a qualidade da participação social devem avaliar a efetividade ao fim de todo o processo analisando o que foi incorporado pelos ministérios. “O importante, agora, é a efetividade da resposta do governo. Não só nos mecanismos de escuta e de entregas, mas na efetividade da participação social nos serviços públicos ", afirmou.


A entrega do projeto de lei do plano plurianual 2024-2027 que está em construção no Ministério do Planejamento e Orçamento não encerra o processo de construção do PPA Participativo. A Secretaria-Geral da Presidência da República vai acompanhar a tramitação da proposta no Congresso Nacional e trabalhar para que as contribuições da população sejam mantidas no texto final que irá à votação pelos parlamentares.


Renato Simões afirmou que o legado desse trabalho que envolveu todo o governo será o ponto de partida para o desenvolvimento do orçamento participativo a partir do ano que vem.

Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page