top of page

PROJETO SOCIAL REÚNE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA PERIFERIA EM BUSCA DA ANCESTRALIDADE DO CARNAVAL

por Alexandre Costa

A tarde de domingo será de muita alegria para crianças e adolescentes que integram as oficinas de percussão do Bloco dos Anjos e que estão ansiosas para participarem do Carnaval Social e Comunitário, a partir das 14h, no Instituto Cultural Arraial da Glória. A atividade é uma iniciativa conjunta do educador sociocultural e o mestre Grio Urbano Chiquinho dos Anjos, com apoio e envolvimento de lideranças populares. O projeto, que desenvolve trabalhos pedagógicos por meio de oficinas culturais, é um resgate da ancestralidade desta importante festa da cultura brasileira.


O Carnaval Comunitário deste domingo contará com a participação de cinco grupos que integram o projeto desenvolvido pelo Mestre dos Anjos. São eles: Bloco Chiquinho dos Anjos, Bloco do Mano Délcio, Bloco dos Retalhos, Bloco do Arraial da Glória e Escola de Samba Mirim Renascer da Esperança. A atividade tem apoio de Renan Glória, presidente do Arraial da Glória. Além de resgatar uma das festas mais populares do país, o Carnaval Comunitário proporcionara a integração de projetos que são desenvolvido em diversas comunidades de Porto Alegre, como na Prisma, localizada no Morro Santa Teresa; na Pedreira, que fica na Vila Cruzeiro; e na Vila dos Papeleiros, junto ao 4º Distrito; entre outras.

A pandemia e o governo Bolsonaro agravaram a situação econômica do Brasil e o acesso à cultura e ao lazer se tornaram ainda mais restritos para a população das periferias e das vilas populares. "Diante da mercantilização crescente, desta que é uma das maiores festas populares do país, o povo está sendo afastado do carnaval e da sua própria cultura", advertiu Jeferson Tanger, mestre em Educação, historiador, pedagogo e estudante de Ciências Sociais. Ele ressalta que o Bloco Chiquinho dos Anjos tem como objetivo plantar sementes culturais e ancestrais em diferentes comunidades, "para que os educandos e educandas se transformem em pessoas críticas das sua situação e possam ter um olhar transformador sobre a sua realidade, aos moldes de Paulo Freire".

O projeto desenvolvido pelo Mestre Chiquinho dos Anjos, por meio da Associação Integração dos Anjos, nasceu da necessidade da população economicamente vulnerável buscar seus direitos e garantir cuidado e educação de qualidade para crianças e adolescentes moradoras das comunidades das periferias e das vilas populares de Porto Alegre. O Brasil ainda se recupera dos resquícios deixados pelo governo Bolsonaro, que foi responsável por inúmeros retrocessos, desde desemprego, inflação e aumento da miséria até a omissão e a falta de iniciativas frente a pandemia de coronavírus que resultou na morte de mais de 700 mil brasileiros.


Para além do Carnaval Cultural programado para este domingo, é preciso ressaltar a importância da iniciativa e do papel do ativismo sociocultural junto à sociedade. Um dos desafios mais importantes para os educadores socioculturais que estarão reunidos no Arraial da Glória, com seus blocos, é conseguir verbas para viabilizar e manter os projetos que são desenvolvidos nas comunidades vulneráveis, seja em Porto Alegre ou em qualquer outra cidade do Brasil.


fotos: divulgação

コメント


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page