top of page

GRIFO: PAPAI NOEL À MINGA NESTE NATAL DE LUTO, MISÉRIA E DESGOVERNO NO BRASIL TRISTE DE BOLSONARO

Além dos cartuns e charges que tratam com bom humor a crise que deixa Papai Noel à mingua e das tiras do Kaiser, do Edgar Vasques, do Bier, do Schröder, do Bosco, do Óscar Fuchs, os leitores podem conferir uma análise do sociólogo Carlos Roberto Winckler, sobre a América Latina: entre cautela e esperança. Também tem um papo reto com o ator Oscar Simch e os 45 anos de profissão, desde a sua estreia profissional na peça do Qorpo-Santo. Para quem não sabe, o Grifo é assim descrito na página do facebook administrada pela equipe de inquietos que traz a público o humor em tempos de crise. "O jornal de humor de quem não ignora onde nem sob que circunstâncias vive, desenhado e escrito por quem não aluga sua pena; a usa para comentar sua época. Um jornal que não é inocente, que não é fofinho, não é cúmplice do mal e dos maus. Tampouco somos bonzinhos, porque nestes dias em que o terror governa, nossas penas devem cravar e vingar as tantas mortes intencionais que eles têm produzido na população", diz o texto que não poupa críticas aos protagonistas desta curta e desastrosa passagem de Bolsonaro como presidente do Brasil. "Ainda que perdessem somente uma única vida que pudesse ser evitada, nosso dever já seria escrever e desenhar um "Eu acuso". Eu te acuso, Bolsonaro, e a todos os que te usam e a todos os que te servem e a todos os que te elegeram. Nossas letras e traços não são bonzinhos, engraçadinhos, espertinhos, embora busquem o riso dos que ainda só podem debochar dessa gente que há de cair. Com nossa contribuição em letra, traço e cor. Na História da humanidade, humoristas sempre provocaram a alegria do povo e a insônia do Poder. O Grifo está aqui para isso", sintetiza a mensagem lá no facebook.


Para quem ainda leu, basta clicar na imagem abaixo para acessar a edição de dezembro do Grifo, o jornal dos cartunistas da Grafar.


Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page