top of page

FRENTE DE DEPUTADOS ESTADUAIS DO RS REFORÇA LUTA EM DEFESA DO DMAE PÚBLICO

por CUT/RS

Foi instalada a Frente Parlamentar em Defesa do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) de Porto Alegre como autarquia pública, em ato realizado no início da tarde desta quinta-feira (11), no Salão Júlio de Castilhos, da Assembleia Legislativa. A iniciativa é da deputada estadual Sofia Cavedon (PT), que presidirá o colegiado.


O objetivo é encaminhar ações para denunciar e reforçar a luta para barrar a entrega do DMAE para a iniciativa privada, que vem sendo anunciada pelo prefeito bolsonarista Sebastião Melo (MDB). A estratégia deles é nítida e muito conhecida: precariza primeiro para justificar a política de “parcerização”, concessão e privatização depois.


Antes do ato, houve manifestação dos servidores e servidoras com faixas e cartazes contra a privatização, em frente ao Parlamento. A mobilização foi organizada pelo Sindicato dos Municipários (Simpa) e o Conselho de Representantes Sindicais (Cores) do DMAE.


"Parceria se faz com os servidores e a população"

Na abertura do ato, Sofia pediu um minuto de silêncio dos participantes em homenagem póstuma o ex-prefeito de Porto Alegre, João Antônio Dib (PP), falecido no dia anterior. Segundo ela, Dib era aliado na luta contra a privatização. Ele dizia que “parceria se faz com os servidores e a população”.


Sofia explicou que a Frente Parlamentar será mais um instrumento a se somar à luta de Porto Alegre, dando repercussão estadual ao tema. "A capital do estado tem impacto no país. Além disso, o manancial de água da Capital está umbilicalmente ligado ao cuidado ambiental do Estado inteiro", assegurou.


A deputada afirmou que os 61 anos do DMAE é prova que é possível ter um órgão público com alta capacidade técnica e com política de inclusão ao socorrer as comunidades mais necessitadas.


Não à privatização da Corsan

A luta contra a privatização da Corsan, onde um dos palcos é o Parlamento gaúcho, foi lembrada pela parlamentar. "Em muitos debates estamos juntos com o Sindiágua-RS, a Agapan, e os movimentos sociais. Todos sabem que não dá para transformar em mercadoria a gestão de um bem tão essencial à vida. Talvez o bem estratégico do planeta", ressaltou.

A parlamentar também avaliou a chamada fragmentação do serviço de acesso à água e os problemas resultantes da privatização do serviço público.


Também se manifestaram o deputado federal Elvino Bohn Gass (PT/RS), a deputada Luciana Genro (PSOL), a vereadora de Porto Alegre, Abigail Pereira (PCdoB), o ex-presidente do DMAE Guilherme Barbosa, o diretor do Sindicato dos Servidores de Porto Alegre (Simpa), Edson Zonar de Oliveira, a engenheira do DMAE, Sandra Darui, o engenheiro químico do DMAE, Marcelo Faccin, e três líderes comunitárias que são contra a privatização do serviço de água e saneamento da cidade.


Precarizar para privatizar

Houve relatos da precarização da autarquia por falta de servidores e de investimentos das gestões Marchezan e Melo. Foi ressaltado que a decisão é política e não técnica e que, durante os 61 anos de existência, a autarquia sempre demonstrou capacidade de atendimento à população. Devido à gestão inadequada e à perda de autonomia, o DMAE vem apresentando dificuldades no cumprimento de sua missão.


Ao final do ato, o presidente da Associação dos Técnicos de Nível Superior da Prefeitura de Porto Alegre (Astec), Irineu Foschiera, entregou à deputada Sofia Cavedon um documento da entidade com posicionamento contra a privatização do DMAE.


Participaram também do evento os deputados Pepe Vargas (PT) e Matheus Gomes (PSOL), o vice-presidente da CUT-RS, Everton Gimenis, e diversas lideranças de entidades e movimentos sociais.



Kommentare


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page