top of page

Exército dos EUA se instala na hidrovia Paraguai-Paraná: até onde vai a interferência?

Agência Sputnick - Um acordo assinado entre a Argentina e os Estados Unidos vai permitir ao Exército norte-americano instalar seu Corpo de Engenheiros na hidrovia por onde sai grande parte da produção do Cone Sul. Em diálogo com a Sputnik, o analista Cristian Riom alertou que os EUA vão poder interferir no comércio exterior da região.


Um acordo assinado entre os governos da Argentina e dos Estados Unidos concede ao Exército dos EUA interferência na hidrovia Paraguai-Paraná, um dos mais importantes canais de comércio da Argentina e de todo o Cone Sul da América do Sul. O documento, assinado nos primeiros dias de março, poderá até dar a Washington o controle sobre o destino das mercadorias que partem para países como a China.


Segundo o site da Embaixada dos EUA na Argentina, o acordo estabelece "cooperação técnica" entre a Administração Geral de Portos da Argentina (AGP) e o Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA, ramo encarregado da construção militar e das obras civis ao serviço da Defesa dos EUA.


Um comunicado da AGP informa que o acordo está focado na "troca de informações e gestão" e que permitirá "a implementação de novas formações em aspectos de gestão de portos e hidrovias navegáveis, manutenção da navegação e do equilíbrio ambiental, desenvolvimento de infraestrutura etc.".

Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page