top of page

Conab está distribuindo cestas de alimentos a municípios gaúchos atingidos pelas enchentes

Desde sábado (11/5), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deu início à entrega de cestas de alimentos para os municípios atingidos pelos temporais no Rio Grande do Sul. As primeiras entregas foram para Canoas, São Leopoldo, Montenegro e Eldorado do Sul. A ação é desenvolvida em parceria com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), que adquiriu os mantimentos para atender o estado.


O presidente da Conab, Edegar Pretto, vem acompanhando as ações no Rio Grande do Sul, para atender inicialmente os primeiros 70 municípios que solicitaram cestas de alimentos. "Nesta ação conjunta com o MDS, estamos abastecendo as cozinhas solidárias que atendem as pessoas que estão nos abrigos, no primeiro momento. A partir de agora começamos a organização para abastecer também os municípios e, o mais rápido possível, levarmos alimentação a que está passando necessidade", afirmou.


O MDS simplificou a solicitação de cestas de alimentos pelos municípios gaúchos com reconhecimento, pelo Governo Federal, de estado de calamidade pública devido às chuvas intensas nos meses de abril e maio de 2024. Os pedidos devem ser feitos por meio de ofício assinado pelo prefeito/a, informando o total de cestas necessárias e o número de pessoas beneficiadas.


O documento deve citar a Portaria MDS Nº 983, de 7 de maio de 2024, e indicar o servidor responsável pelo recebimento das cestas de alimentos. A portaria substituiu o Termo de Aceite pelo Ofício de Demanda. Os pedidos devem ser enviados à Superintendência Regional da Conab do Rio Grande do Sul pelo e-mail rs.sureg@conab.gov.br.


O MDS adquiriu inicialmente 52 mil cestas de alimentos, mas está providenciando a compra de mais 45 mil, totalizando 97 mil unidades para o Rio Grande do Sul. “A Conab está preparada para garantir o básico, que é a alimentação, para quem tiver necessidade. O nosso limite é a necessidade", disse Pretto, que integra a força tarefa do Governo Federal no estado.


As cestas estão depositadas na Unidade Armazenadora da Conab em Canoas, de onde são destinadas aos municípios e às cozinhas emergenciais que estão preparando refeições para as pessoas desalojadas. Os mantimentos começaram a chegar ao Rio Grande do Sul na última terça-feira e estão sendo distribuídos desde quarta-feira, inicialmente para as cozinhas emergenciais.


Cada cesta tem 21,5 kg de alimentos e é composta de dez itens: arroz (10 kg), feijão carioca (3 kg), leite em pó integral instantâneo (2 kg), óleo de soja (900 ml), farinha de trigo (1 kg) ou farinha de mandioca (1kg), macarrão espaguete comum (1 kg), fubá de milho (1 kg), açúcar cristal (1 kg), sardinha em óleo comestível (500 g) e sal refinado e iodado (1 kg).

Portaria


Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page