top of page

China lança rede nacional de supercomputação para impulsionar economia digital


A China lançou nesta quinta-feira (11/4), a sua rede nacional de supercomputação, uma plataforma que se destina a aliviar o desequilíbrio entre a oferta e a procura de energia informática e a fornecer apoio ao desenvolvimento da economia digital. O lançamento foi realizado no município de Tianjin. De acordo com o Ministério da Ciência e Tecnologia daquele país, a construção da rede nacional de supercomputação começou em abril de 2023.


A inteligência artificial será encarada como uma oportunidade para impulsionar a inovação colaborativa em hardware, algoritmos, aplicações e sistemas no campo da computação, disse Qian Depei, cientista da computação, acadêmico da Academia Chinesa de Ciências e líder do painel de especialistas da plataforma.


Mais de 200 provedores de serviços que oferecem aplicativos, dados e modelos de computação aderiram à rede, contribuindo com mais de 3.200 produtos que abrangem inovações digitais de ponta, como computação científica, simulação industrial e treinamento de modelos de inteligência artificial.

Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page