top of page

BRASIL SUPERA A MARCA DE 300 MIL MORTES POR COVID-19 E CRISE DA SAÚDE PODE LEVAR O PAÍS AO COLAPSO


No dia em que o Brasil supera a marca de 300 mil mortes em decorrência do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a criação de um comitê em parceria com o Congresso para definir medidas de combate à Covid-19. A iniciativa foi criticada por adversários, comentaristas, jornalistas e analistas políticos, que consideram uma atitude demagógica para minimizar o impacto da pandemia de coronavírus no país.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) vem demonstrando preocupação com o número de mortes, de pessoas contaminadas e com a vacinação lenta e incapaz de deter a proliferação do vírus e de suas variantes. A carta assinada por mais de 500 empresários e economistas, cobrando medidas de distanciamento social e mais rapidez na imunização dos brasileiros é uma demonstração da total falta de credibilidade do presidente Bolsonaro. A preocupação da comunidade mundial é de que o colapso do sistema de saúde acabe resultando no colapso do próprio país. O cenário do Brasil é desolador, com hospitais superlotados, número insuficiente de trabalhadores na área da saúde, falta de leitos, UTIs, oxigênio, remédios, seringas, agulhas e uma série de insumos e de itens de proteção.


Apesar do anúncio de medidas urgentes e da aparente disposição para estabelecer uma espécie de pacto para combater o avanço da covid-19, na prática o presidente Jair Bolsonaro continua insistindo nos mesmos erros. Um dos pontos que o presidente segue colocando em pauta é o chamado "tratamento precoce", que não tem ineficiência para o tratamento contra a covid-19. Além disso, Bolsonaro segue criando conflitos com governadores que adotaram medidas restritivas, como forma de barrar o avanço do vírus e consequentemente o número de mortes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que vê com "grande preocupação" a situação do Brasil, o país é o segundo em maior número mortes, atrás somente dos Estados Unidos. Brasil é o país com o maior número diário de mortes por Covid-19 desde 5 de março, quando ultrapassou os Estados Unidos. Entre as cinco nações com mais óbitos, o Brasil sempre teve uma média de mortes próxima a do México, da Índia e do Reino Unido.

Comments


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page