top of page

ARTE PÚBLICA DO "ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ" APRESENTA ‘VIOLETA PARRA – UMA ATUADORA’,DIA 6/9, NA TERREIRA


A arte pública exatamente como deveria ser, acessível a todos, independente de classe, etnia, raça, gênero e demais marcadores sociais. Esta é a proposta da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz desde sua criação, ainda nos anos 1970, e em 2022 chega forte e revigorada. O Arte Pública se divide em quatro eixos – Território, Memória, Criação e Formação, e trará atividades artísticas diversas, gratuitas, híbridas (presenciais e virtuais) e acessíveis. Para iniciar esta importante iniciativa de fortalecimento das artes cênicas brasileiras, a Terreira da Tribo traz para a cena a Mostra de Repertório da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz compartilhando com o público as suas últimas criações.

O Arte Pública tem o seu lançamento no próximo dia 6 de setembro com a apresentação de ‘Violeta Parra – Uma Atuadora’, na Terreira da Tribo (rua Santos Dumont 1186) com entrada franca.


A performance cênico musical “Violeta Parra – Uma Atuadora” se solidariza com o povo chileno neste momento de luta por melhores condições de vida e apresenta um repertório que mistura o andino com ritmos brasileiros na voz da atuadora Tânia Farias e do violonista e compositor Mário Falcão, acompanhados pelos músicos Johann Alex de Souza e Nenê Falcão. Com esse viés mestiço a performance veste as canções deste ícone da arte da América do Sul. Violeta Parra cantora e violonista desde criança, pesquisou ritmos, danças e canções populares, transformando-se em ponta de lança do movimento da “nueva canción” que projetou a música chilena no mundo. Conhecida no Brasil principalmente pelas composições “Gracias a la Vida” e “Volver a los 17”, seu legado é inestimável para a música engajada latino-americana. O Projeto Arte Pública é uma realização da FUNARTE (Fundação Nacional de Artes).

Komentarze


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page