top of page

A "REVOLUÇÃO FARROUPILHA", SEM IDEALIZAÇÕES OU DEMONIZAÇÕES!, POR RAUL CARRION


Em 20 de setembro de 1835 -- há exatos186 anos --, teve início no Rio Grande do Sul a "Guerra dos Farrapos", que durante 10 anos enfrentou o todo poderoso Império Brasileiro -- centralizador e escravocrata -- e defendeu a República e a Federação.

Como todo grande acontecimento histórico, tem gerado muitas polêmicas.


Por um lado, a oligarquia pecuarista procurou apropriar-se ideologicamente dessa luta, através da historiografia tradicional -- laudatória dos "monarcas das coxilhas" (brancos e ricos) e da "democracia dos pampas" (sem explorados e sem exploradores) --, idealizando o espírito libertário e emancipador dos grandes proprietários de terras, ao mesmo tempo que fecha os olhos às suas vacilações e contradições frente à escravidão (do que a Traição de Porongos é a expressão mais terrível) e ignora o protagonismo dos despossuidos -- negros, indios, mestiços e brancos pobres.


Por outro lado -- como que em uma reação "espelhar" a essa visão elitista da Revolução Farroupilha -- nos deparamos com visões incapazes de compreender o caráter historicamente progressista da luta pela República e contra o Imperio escravista e centralizador.


Única explicação para a forte adesão à luta farroupilha por parte de escravos, negros libertos, mestiços, indios e pobres do campo.


Como afirmou o consagrado sociólogo marxista Clóvis Moura: "afora a insurreição dos alfaiates, na Bahia, nenhum outro movimento foi tão enfática e ostensivamente antiescravista como o chefiado por Bento Gonçalves".


E Julio Chiavenatto complementa: "era fácil recrutar escravos, pois eles até esperavam a chegada dos farrapos para entrar num exército que os 'libertaria'. Lutar ao lado dos farroupilhas era uma oportunidade concreta de liberdade para os escravos."


Para aqueles que desejam conhecer uma abordagem marxista, não" panfletária", da luta farroupilha, disponibilizo dois ensaios que escrevi no início deste século: "OS LANCEIROS NEGROS NA REVOLUÇÃO FARROUPILHA" (2003) e "REVOLUÇÃO FARROUPILHA - A MAIS LONGA REVOLTA REPUBLICANA ENFRENTADA PELO IMPÉRIO CENTRALZADOR É ESCRAVOCRATA (2005).

Boa leitura!


(*) Historiador Raul Carrion


20 de setembro de 2021

Commentaires


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page