top of page

É HORA DE RESISTÊNCIA E DE PARTICIPAÇÃO: ATO VIRTUAL DO FSMJD, SÁBADO (29/1), DAS 10H ÀS 13H

Resistência é bem mais do que um bordão usado para ilustrar a luta pela construção de um outro mundo. Nestes tempos sombrios de pandemia e negacionismo, a palavra “resistência” assumiu muitos outros significados e a participação é um deles. Por isso, no próximo sábado, dia 29 de janeiro, será imprescindível a participação de militantes, ativistas, lideranças políticas, entre outros, no Ato virtual do Fórum Social Mundial Justiça e Democracia (FSMJD) - Por uma Revolução Democrática na Justiça, das 10 às 13h, que será transmitido pelo canal do Fórum no You Tube FSMJD_TV (https://youtu.be/n0folveehSM).

A atividade vai reunir nomes de peso como Boaventura de Sousa Santos, Joziléia Kaingang, Vilma Reis, Guilherme Boulos, Tarso Genro, Luís Nassif, Jules Falquet, Jones Manoel da Silva, João Cézar de Castro Rocha e José Geraldo de Souza. O encontro pretende discutir temas relacionados à democracia, à Justiça, à política e ao Estado, bem como o uso do Direito e do sistema judiciário para fins políticos, comprometendo conquistas civilizatórias, violando direitos e liberdades e passando por cima de constituições democráticas. Resistência se faz com participação. O FSMJD acontecerá presencialmente de 26 a 30 de abril de 2022, em Porto Alegre, e será o encontro desse movimento de resistência das forças sociais progressistas frente aos constantes ataques ao Estado Democrático de Direito que assolam o Brasil, a América Latina, e outras partes do mundo.


Ao todo, o FSMJD está organizado em torno de cinco grandes eixos: Democracia e as Forças Sociais, Capitalismo e desigualdades, Direitos de grupos Vulnerabilizados, Comunicação e Tecnologias e Cultura e conta com a participação de 191 entidades. Mais informações acesse site fsmjd.org.


APRESENTAÇÃO E MEDIAÇÃO

Apresentando o FSMJD, Maria Betânia - Procuradora de Justiça MPPE - Aposentada. Integrante do Coletivo Transforma - MP e do Comitê Facilitador do FSMJD.


Na mediação, Vanessa Patriota da Fonseca - Coordenadora Nacional do Transforma MP e integrante do Comitê Facilitador do FSMJD.


CONVIDADOS

Boaventura de Sousa Santos doutorado pela Universidade de Yale, é Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Distinguished Legal Scholar da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA) e Director Emérito do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.


Jones Manoel da Silva é um historiador, marxista, youtuber, professor de história, comunicador popular, escritor e militante do Partido Comunista Brasileiro, conhecido pelo seu canal no YouTube denominado Jones Manoel.


Vilma Reis é Socióloga, Mestra em Ciências Sociais, doutoranda em Estudos Étnicos Africanos no PosAfro-FFCH-UFBA, feminista, defensora de Direitos Humanos, Ativista do Movimento de Mulheres Negras, Abolicionista Penal, Co-fundadora da Coletiva Mahin Organização de Mulheres Negras para os Direitos Humanos, e, através da Coletiva Mahin constrói a Coalizão Negra por Direitos.


Joziléia Kaingang faz parte da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (Anmiga) e é uma das fundadoras da Articulação Brasileira dos Indígenas Antropologes (Abia) e do Comitê de Assuntos Indígenas da ABA.


Luís Nassif é um jornalista brasileiro. Foi colunista e membro do conselho editorial da Folha de S. Paulo. Nas composições que faz dos possíveis cenários econômicos, não deixa de analisar áreas correlatas que também são relevantes na economia, como o sistema de Ciência & Tecnologia.


João Cézar de Castro Rocha é professor titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Autor de 13 livros e organizador de 30 títulos. Lançou em 2021 “Guerra cultural e retórica do ódio”. Seu trabalho foi traduzido para o mandarim, alemão, inglês, espanhol, francês e italiano.


Jules Falquet é professora do Departamento de Filosofia da Universidade de Paris 8, depois de ter ensinado sociologia na Universidade Diderot de Paris, desde 2003. Atualmente o foco de suas pesquisas consiste em analisar a reorganização do trabalho e a resistência coletiva à globalização neoliberal de diferentes movimentos sociais do continente americano.


Guilherme Castro Boulos é professor, bacharel em filosofia, psicanalista, ativista, político e escritor brasileiro. Filiado ao Partido Socialismo e Liberdade, Boulos é membro da Coordenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto.


Tarso Genro é advogado, autor de livros de direito e teoria política, ex-presidente do PT, foi Ministro da Justiça, de Relações Internacionais e da Educação do Brasil, ex-governador do RS, membro da Academia Brasileira de Direito do Trabalho e do Instituto dos Advogados Brasileiros.


José Geraldo de Souza Jr é professor titular e ex-reitor da Universidade de Brasília, coordenador do projeto Direito Achado na Rua.

Commentaires


JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE_edited_e
  • Twitter
  • Facebook
  • Youtube
bottom of page